Emagrecer é preciso.: Agosto 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Retorno das caminhadas

Olá, para todos.Voltei.
Na verdade sempre estive aqui, pensando que novidade escrever...
Pois hoje tenho: retornei com as caminhadas.
Essa semana fiz 3 dias, do trabalho até próximo de casa (próximo porque até em casa as pernas não aguentam). Caminho 1 hora. Apenas ontem cabulei porque estava chovendo.
Gente, faz uma diferença enorme caminhar na rua. Na esteira tempo não passa. Sacrifício.
Pena que na dieta tá difícil... Esses dias, conversando com a mulher da limpeza do escritório ela comentou que já pesou mais de 80kg, e fez tratamento para emagrecer... Ela tem minha altura, e hoje pesa 59kg. Juro que pensei que fosse menos, quer dizer que talvez eu não precise de tanto... Bom, até perguntei o que ela tomou, que médico e tal. Mas ainda estou pensando, porque sou totalmente contra tomar remédio para emagrecer. Não as outras pessoas, cada um faz o que quer da vida, tem gente que realmente precisa. Mas acho que não é meu caso. Cheguei a pensar em consultar um endocrinologista que me falasse algo novo que não seja reeducação alimentar, porque isso eu sei... mas acho que não tem nada a fazer a não ser aprender a comer...
Até mais.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

SERÁ QUE TENHO COMPULSÃO ALIMENTAR?

Pessoal, olha que eu encontrei num site:
SERÁ QUE TENHO COMPULSÃO ALIMENTAR?
Muitos são os que perguntam "Será que tenho compulsão alimentar?". Geralmente esta pergunta surge quando a pessoa não consegue controlar o desejo de comer aquilo que tem vontade e ingere em quantidade exagerada.
A compulsão alimentar é o ato de ingerir uma quantidade de alimentos significativa maior que a maioria das pessoas consumiria em um curto período de tempo. Geralmente as pessoas estão sozinhas e sentem-se deprimidas e culpadas depois do ato da compulsão alimentar, mas o indivíduo não provoca vômitos ou algum outro método purgativo.
Pessoas que beliscam pequenas quantidades de alimentos o dia todo, não se encaixam nesta categoria. A pessoa com compulsão alimentar alimenta-se em um período delimitado, chamado episódio de compulsão alimentar.
Muitas pessoas acham que tem compulsão alimentar por consumir doces em excesso, guloseimas, por desejarem consumir pão à noite, etc. Isto não é caracterizado como compulsão alimentar, ou transtorno compulsivo alimentar periódico.
Sentir vontade de comer 1 pedaço de torta de chocolate e até repetir este pedaço é um momento que todos tem o direito de fazer, de vez em quando, sem culpas, mas no comer compulsivo a pessoa não consome apenas isso, mas vários outros alimentos e em quantidades enormes, não mastiga direito, não sente o gosto do que está comendo, não consegue parar de comer, mesmo já estando saciada e em período pequeno de tempo.
Dentre os transtornos alimentares já existentes, como a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, há uma nova categoria a ser definida, denominada TCAP (Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica).
Para o diagnóstico do TCAP são levados em conta os seguintes critérios:
1) Episódios recorrentes de compulsão alimentar. Um episódio de compulsão alimentar é caracterizado por ambos os seguintes critérios:
·  ingestão, em um período limitado de tempo (por exemplo, dentro de um período de duas horas), de uma quantidade de alimentos definitivamente maior do que a maioria das pessoas consumiria em um período similar, sob circunstâncias similares; check
·  um sentimento de falta de controle sobre o episódio (por exemplo, um sentimento de não conseguir parar ou controlar o que ou quanto se come). check
2) Os episódios de compulsão alimentar estão associados a três (ou mais) dos seguintes critérios:
·  comer muito e mais rapidamente do que o normal;check
·  comer até sentir-se incomodamente repleto;check
·  comer grandes quantidades de alimentos, quando não está fisicamente faminto;check
·  comer sozinho por embaraço devido à quantidade de alimentos que consome;check
·  sentir repulsa por si mesmo, depressão ou demasiada culpa após comer excessivamente. check check
3) Episódios recorrentes de compulsão alimentar
4) A compulsão alimentar ocorre, pelo menos, dois dias por semana, durante seis meses. só? kkkk
5) Acentuada angústia relativa à compulsão alimentar. check
6) Compulsão alimentar não está associada ao uso regular de comportamentos compensatórios inadequados (por exemplo, purgação, jejuns e exercícios excessivos), nem ocorre durante o curso de anorexia nervosa ou bulimia nervosa.
O comer compulsivo pode acarretar em conseqüências nada saudáveis, a principal é o sobrepeso e obesidade. Outras conseqüências seriam problemas gástricos devido ao grande consumo de alimentos ingeridos, além de comprometimento das relações interpessoais.
A pessoa que tem compulsão alimentar consome uma determinada quantidade de calorias em um dia, no dia seguinte come normalmente, no outro volta a ter episódio de compulsão alimentar, e esta oscilação poderá comprometer o metabolismo e favorecer o depósito de gordura.
O tratamento deve acontecer com uma equipe multidisciplinar, envolvendo médicos, psicólogos e nutricionistas.
Primeiramente, é importante fazer um trabalho de reeducação alimentar com o indivíduo, conscientizando da importância de comer adequadamente, tendo uma alimentação fracionada, além de tratamento com psicólogo e psiquiatra.
O psicólogo estará detectando os fatores psicológicos que podem estar favorecendo os episódios de compulsão alimentar. E se necessário o médico indicará a medicação correta.      
Por:Roberta dos Santos Silva
Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113
Fonte: http://cyberdiet.terra.com.br/sera-que-tenho-compulsao-alimentar-2-1-1-417.html?
********************************************************************************************************************************************************************
ps: Eu definitivamente tenho compulsão! :(

domingo, 7 de agosto de 2011

Ansiedade

http://boaforma.abril.com.br/comportamento/bem-estar/ansiedade-ganhe-briga-sua-inimiga-no1-626470.shtml?pagina=1

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Paixão pela comida

Estive pensando ontem como é a minha relação com a comida. E cheguei a terrível conclusão. É de paixão. Nem é amor. É aquele sentimento louco, em que a gente faz tudo pelo objeto de desejo, e só pensa nele e tal. Ando assim... Nem sempre foi, mas quando começo é difícil frear. Eu tomo café e nem "desceu", já estou imaginado o que e onde vou almoçar, e assim consequentemente. Acabei de almoçar agora, no momento estou bem satisfeita, mas logo, logo, daqui umas duas horas já estou pensando na próxima refeição. E aí vem o principal, estou pensando sempre na próxima refeição, não necessariamente estou com fome. Claro que eu poderia usar isso, de pensar com antecedência, para planejar refeições ou lanches saudáveis, mas daí vem aquela estória do anjinho e do diabinho falando no seu ouvido, sabe? E por que será que o anjinho é tão calminho? Não se impõe em cima do diabinho?
Bom, daí já era...
O interessante que é só dar o primeiro passo para seguir uma dieta. Quando conseguimos dar o primeiro passo, passamos o primeiro dia, o segundo, o terceiro em dieta, quando chega o dia da pesagem e vemos que valeu a pena e eliminamos o que imaginávamos para aquele período, é bem difícil sair depois... pelo menos comigo acontece assim. Fico pensando em quão difícil foi perder aquele um kilo.
Mas voltando, uma vez dado o primeiro e difícil passo, vamo que vamo. Claro que sempre com cuidado, auto policiamento e tal. E consciência. Consciência que se está em observação e que, qualquer descuido: um estresse no trabalho ou briga com marido pode desencadear aquela paixão desenfreada pela comida novamente.
Bom, a notícia ruim é que não to conseguindo dar o primeiro passo. Que já dei algumas vezes no passado. Mas se tem uma notícia boa, eu não desisti não. (Eu acho pelo menos que é uma notícia boa.)
Beijos, até mais.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

9 maneiras de controlar a gula no inverno

A temporada de frio abre o apetite e é cheia de delícias que fazem o ponteiro da balança disparar. Para não cair nessa cilada, descubra como controlar a gula e, de quebra, enxugar uns quilinhos



1. Troque o açúcar refinado pelo mascavo, mel ou adoçante O açúcar branco, hipercalórico, sofre adições químicas de enxofre, cal puro e ácido fosfórico, uma mistura que ajuda a formar oxalato de cálcio, precursor do cálculo renal. Como contém 98% de sacarose, é um alimento muito energético, que acaba armazenado como gordura. Alguns estudos atribuem ao mal falado açúcar refinado males como enxaqueca, fadiga e irritabilidade.


2. Massa pode, mas com molho leve Não precisa tirar o macarrão da sua vida, esse prato que a gente ama tem quase as mesmas calorias do arroz. É só saber combinar a massa com o molho – sem passar (muito) das 450 calorias – que ela cabe perfeitamente na sua dieta. Prefira um molho simples de tomate ou à bolonhesa. Se usar molho branco utilize o leite desnatado no preparo. Quanto mais simples, menos calórico é o molho – mas não menos saboroso.

3. Salada quentinha O consumo de saladas no frio é bem menor, mas o grupo das verduras e legumes é essencial para o bom funcionamento do organismo. Você pode consumir esses alimentos cozidos, assados e grelhados. Uma boa opção são as sopas que levam os legumes na receita. Quentinhas e saborosas, vão muito bem nos dias de frio. Escolha verduras, legumes, temperos naturais, uma fonte de proteína (carne magra) e apenas uma de carboidrato (macarrão, arroz, mandioca, mandioquinha ou batata). Tome cuidado com os cremes, pois geralmente são acrescidos de creme de leite e queijos gordurosos, altamente calóricos. Para temperar sua sopa lance mão de ervas naturais, como manjericão, salsinha ou missô (pasta fermentada de soja). A aveia é outra amiga na hora de engrossar a receita deixa-la rica em nutrientes e fibras, que ajudam no bom funcionamento do intestino.


4. Doces com frutas Substitua os doces com creme de leite e leite condensado pelos mais simples, como por exemplo, à base de frutas. São mais leves e levam nutrientes fundamentais para a sua beleza. Veja as nossas sugestões de receitas leves e muito gostosas!


http://boaforma.abril.com.br/receitas-light/receitas-doces.shtml


Não resistiu às tentações? É possível comer bem sem deixar de saborear delícias do frio, como fondues, queijos e chocolates. O recomendado é manter o equilíbrio. Se um dia consumiu uma dessas guloseimas, no outro é importante dar preferência a alimentos saudáveis.


5. Fracione sua alimentação Faça de 5 a 6 refeições por dia, não pule nenhuma, e estabeleça horários. Assim não irá comer demais na próxima refeição e não sentirá fome durante o dia.

6. Adote alimentos ricos em fibras 
As fibras proporcionam uma sensação maior de saciedade, por isso é interessante consumir nesta época em que sentimos mais fome, arroz integral, farelo de trigo, e aveia;



7. Controle o álcool O consumo de bebida alcoólica costuma se elevar durante o inverno, o que pode aumentar o valor das calorias e conseqüentemente o peso. Portanto moderação é fundamental. Não esqueça que cada grama de álcool fornece 7 calorias.


8. Não deixe de praticar exercícios
A atividade física é importante para o seu corpo o ano inteiro.


9. Água para sua fome A água pode ser uma grande amiga quando você quer despistar a vontade de comer. Às vezes, a falta de hidratação é entendida pelo nosso cérebro como fome e, aí, beber um copo de água pode hidratar o seu organismo e desaparecer com o desejo de comida. Você tem que beber de 2 a 3 litros de água diariamente, mesmo na temporada de frio. 

1ª semana

Olá. Boa tarde.
Na verdade primeira semana não aconteceu... pelo menos não engordei.
Espero que a partir de hoje vá. Por vários motivos:
1º Começo de semana;
2º começo de mês;
3º Faltam apenas 5 meses para dezembro!!!!
O problema que quanto mais passam os dias, mais quilos tenho que perder por semana. De tantas dietas que já fiz creio que um kilo por semana não é pedir demais, mais que isso, esqueça...
As fotos da minha dieta estão com problemas. Problema de fotógrafa! hehe
Não acho cartão de memória para minha câmera. Sim, caros, vou com câmera e não com celular, porque a resolução é melhor. Mas por enquanto vocês vão acreditando no que eu disse:
Fim do dia posto aqui minha dieta de hoje.
bjs.